Declaração de Imposto de Renda em Niterói

4 minutos para ler

Considerado um dos municípios com a maior renda per capita do Brasil, muitos contribuintes são obrigados a Declaração do Imposto de Renda em Niterói.

Conforme acontece todo ano, o prazo para a Declaração do IR de 2018 começou em 01 de março.

A Declaração do Imposto de Renda de 2018, tem como base os fatos ocorridos no ano de 2017. O prazo final para entrega esse ano será em 30 de abril.

O Programa para entrega do Imposto de Renda de 2018, já pode ser baixado no site da Receita Federal.

Nesse artigo iremos tratar de 3 pontos, que são dúvidas comuns: 1 – Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2 – Documentos para Declaração do IRPF em Niterói 3 – Como declarar o imposto de renda em Niterói

1 – Quem precisa declarar o Imposto de Renda

Segundo a Receita Federal, estão obrigados a declaração, contribuintes que se enquadrem em qualquer uma das situações abaixo:

  • Recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte superiores a R$ 40.000,00;
  • Possui bens de valor superior a R$ 300 mil;
  • Obteve ganho de capital na venda de bens ou direitos sujeitos a tributação;
  • Vendeu imóvel com isenção de IR;
  • Realizou operações de renda variável;
  • Obteve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural.

Veja mais detalhes sobre quem é obrigado a Declarar o Imposto de Renda em 2018.

2 – Documentos para Declaração do IRPF em Niterói

1) Rendas

  • Informes de rendimentos de instituições financeiras inclusive corretora de valores;
  • Informes de rendimentos de salários, pró labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão etc.;
  • Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas;
  • Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício, tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças recebida no ano, dentre outras;
  • Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão, DARFs de carnê-leão e arquivo importável gerado pelo Programa Carnê Leão 2017;
  • Arquivo importável gerado pelo Programa Ganhos de Capital em Moeda Estrangeira 2017 – GCME2017 e DARF´s pagos correspondentes
  • Arquivo importável gerado pelo Programa Ganhos de Capital 2017 – GCAP2017 e DARF´s pagos correspondentes.

2) Bens e direitos

  • Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos;
  • Documentos que comprovem a realização de benfeitorias nos bens de propriedade do contribuinte.

3) Dívidas e ônus

  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período.

4) Renda variável

  • Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto;
  • DARFs de renda variável.

5) Informações gerais

  • Dados da conta bancária escolhida para restituição ou débitos em conta corrente das cotas de imposto apurado (caso haja);
  • Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento;
  • Endereço atualizado;
  • Arquivo importável da última Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue, caso não tenha sido elaborada pela Diligence Consult e recibo de entrega correspondente;
  • Atividade profissional exercida atualmente.

6) Pagamentos e doações efetuados

  • Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente);
  • Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente);
  • Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno);
  • Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora);
  • Recibos de doações efetuadas;
  • Comprovante pagamento ESOCIAL (ano todo) e cópia da ficha de registro de empregado doméstico atualizada (extraída do ESOCIAL);
  • Ofício de pensões alimentícias pagas, controle e comprovação dos pagamentos efetuados;
  • Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político ou partido político.

3 – Como Declarar o Imposto de Renda em Niterói

A maneira mais fácil e segura de realizar a Declaração do Imposto de Renda em Niterói, é através da contratação de um Contador ou Escritório de Contabilidade. É fato que não existe obrigatoriedade de contratação de profissionais para entrega do IRPF em Niterói. Porém, a incidência de erros e de contribuintes que caem na malha fina do Imposto de Renda em Niterói é alta. Contar com um Escritório de Contabilidade em Niterói para Declaração do Imposto de Renda é sempre uma boa opção.

Posts relacionados

Deixe um comentário